Atividades

Somos Candeia todo o ano e isso vê-se no que fazemos.
Ver Arquivo

3 a 5 de Maio

Fim de semana faíscas 2019

Data: 3 a 5 de Maio

Destinatários: Faíscas

O Diretor Miguel, a Mamã Madalena e o Adjunto Afonso prepararam tudo para receber os 32 faíscas que vieram treinar técnicas ancestrais de kung fu para destronar o misterioso guardião do império galáctico, o Soldado Bryan. Foi um fim de semana de intensa alegria e entrega dos animadores e dos participantes. Um fim de semana que ninguém vai esquecer e que durante muitos anos será perpetuado na memória de quem lá esteve!

E ainda um agradecimento muito especial, à paróquia da ajuda e ao Pe. Chico e ao Banco Alimentar Contra a Fome que têm sempre um pronto sim para nos ajudar. Obrigada!

“Este fim de semana foi muito sonhado pela nossa maravilhosa Direção, e tivemos a grande sorte de poder sonha-lo com eles, depois de um jantar em casa do Diretor. Fui então para o fim de semana com muita energia, com muita vontade, com o coração aos pulos por ir ter com os Faíscas!
Ser tia? Tem sempre o senão de não poder mandar um Zakaza, ou de não acompanhar o terceiro Levado da Breca já três tons a baixo porque já está tudo sem voz, mas a maravilha de sentir a energia que vem da roda ou do campo de jogos! Ser Tia é não participar sempre na fotografia, mas estar sempre a vê-la. Muita vezes estamos a ver o campo de fora, como quem vê um filme. Ouvimos a alegria dos Faíscas a cantar, a dançar, a saltar, mesmo quando não estamos a cantar, a dançar e a saltar com eles. Podemos não estar sempre lá a viver o campo com eles, mas tudo o que eles recebem acaba por nos chegar. Durante o fim de semana , abria a janela e ouvia Deus na voz de cada Faísca, espreitava lá para fora e via-O a dançar com cada um deles. Cada atividade que passava, vi chegar um sorriso maior do que aquele que foi. A verdade é que os (menos) momentos que temos com eles, são sempre tão cheios que nem sei para que lado me virar. É como se cada animador fosse uma esponja, que vai deixando cair água, tendo de a gerir. Mas as tias sabem que o tempo com os miúdos é mais curto, e portanto quando estamos, é para dar tudo, para espremer a esponja até não poder mais. É para dar todo o amor, todo o carinho, toda a paciência, toda a energia.Como dizia uma Faísca que veio à Candeia pela primeira vez, a Mamã e as Tias fazem a comida e dão carinho. E que bem que o disse! Ser Tia, mais do que ser equipa de cozinha, é ser equipa dos miminhos! E este carinho especial que somos chamadas a dar, enche o coração de uma maneira inexplicável! Os cientistas ainda não descobriram, mas quem é Candeia sabe bem que o coração é o músculo mais elástico do corpo, e este fim de semana foi uma prova disto: a cada vez que sentia que um Faísca me tinha enchido o coração com um abraço, uma partilha ou mesmo umas palavras trocadas, e parecia que não havia espaço para mais, vinha outro Faísca e mostrava que estava errada.Este fim de semana foi especial, houve uma entrega especial dos Faíscas, e acho que perceberam que quando se portam bem e confiam nos Animadores, tudo se torna mais divertido! E para mim, acabou por ser mais fácil deixar-me tocar por esta magia que é a Candeia, por se tornar tão visível a importância que tem nas vidas destes Faíscas, o bocadinho de Jesus que cada um trás, e o amor e alegria que têm para partilhar uns com os outros e connosco!

Deste fim de semana, viemos todos de mochila cheia, sem dúvida! Mochila cheia de Amizade, Deus, Luz. Mochila cheia de essencial!

Tia Leonor